Título original: Fifty Shades Freed
Autor: E. L. James
Editora: Intrínseca
Gênero: Romance, Erótico
Páginas: 579
Este é o último livro da tão polêmica trilogia Cinquenta tons de cinza. A última página do segundo volume me deixou ansiosa para ler o próximo, já que, com poucas palavras, a autora encaixa uma premissa que promete várias cenas de ação, dividindo o espaço com o romance entre Anastasia e Christian. Em Cinquenta tons de liberdade, portanto, temos o desenrolar dessa história e, é claro, muitas informações sobre a nova vida de Anastasia Steele, ou melhor, Anastasia Grey.

Após o casamento, Christian aprende a gostar ainda mais do lado baunilha da vida e Anastasia, do sadomasoquismo. Juntos, eles formam um casal bonito, diferente e inovador, mas que enfrenta grandes problemas para se adaptar à vida em casal. E quando finalmente aparenta que eles conseguiram arranjar alguma solução, aparece um problema ainda maior para ser resolvido.

É muito mais fácil lidar com a dor do lado de fora…

O livro segue o mesmo estilo dos anteriores, mas com o diferencial de a história acontecer em alguns ambientes diferentes dos que já conhecemos. Para mim, o livro manteve o nível encontrado em Cinquenta tons mais escuros, que é bem maior do que o de Cinquenta tons de cinza. Indubitavelmente, o livro não deixa pontas soltas sobre o passado de Christian. É um romance legal, mas que causou um abalo maior do que o merecido.

Ps.: ao final do livro, há uma parte “extra” escrita pela visão de Christian, é muito fofa em algumas partes, e forte na maioria. Adorei.


Trilogia Cinquenta tons
3. Cinquenta tons de liberdade


5 Comentários

  1. Oi Alana, tudo bem?


    Poxa, tá ai um livro que não tenho a menor vontade de ler. Não gosto de romances eróticos e esse livro, nem quando esteve no alge do sucesso me chamou a atenção.


    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. tahis ethereal25/04/2013 17:28

    Olha só, que livro interessante!
    acho que lerei...
    ótima resenha... Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu só li a série porque realmente fiquei curiosa de tanta gente dizendo que amou e tanta dizendo que não gostou, hehe. Mas não recomendo, se você não gosta do estilo. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Minha mãe tem e leu toda essa serie e gostou. Confesso estar evitando, mas quem sabe um dia dê uma chance!!!!???? Parabéns pela resenha e pela leitura. Que bom que conseguiu um tempinho para atualizar, estava com saudades!!!

    ResponderExcluir
  5. Oi flor, conheci vc através da entrevista fofa que concedeu à Aline, então vim dar uma olhadinha no seu blog e fiquei apaixonada! Que espaço mais lindinho e meigo! Parabéns...
    Bem, eu sou suspeita pra falar de 50 Tons, por que sou ensadecida por esta série. Amoooo de paixão a história do Grey e da Ana e se eu tivesse que mudar alguma coisa neste enredo, nada faria, por achar que ele é perfeito.
    Mas confesso que vc tem razão quando diz que do segundo pro terceiro livro, vemos mais ação e ficamos bem mais instigados para saber sobre o passado do Christian, o que só torna a história mais tentadora.
    Mas realmente, 50 Tons é polêmico, há quem goste e há que não goste tmbm, tudo depende do ponto de vista, idade, e estado de espírito do leitor.
    Bjokas querida.


    www.lerepensar.com

    ResponderExcluir