KING, Stephen. Sob a redoma. Editora Suma de Letras, 2012. 960 páginas.

Sob a redoma é o mais recente lançamento de Stephen King no Brasil, um livro que o autor tentava escrever desde 1976, mas que sempre foi adiando. Em 2007 ele abusou de sua imaginação e finalmente conseguiu utilizar a ideia que há tanto tempo já possuía. King criou um livro que aborda a essência humana e do que os humanos são capazes de excelente forma.

A cidade de Chester’s Mill estava passando por um dia qualquer, porém algo o diferenciaria de outros: o aparecimento de um campo de força invisível, que após algum tempo será chamado de redoma. Aviões e pássaros batem em tal campo e não conseguem atravessá-lo, pessoas que foram na cidade vizinha comprar algo não conseguem voltar para casa, e os cidadãos que estão dentro da redoma não conseguem entender o que está acontecendo: estão todos amedrontados. 

Este é o momento perfeito para o segundo vereador da cidade, Big Jim Rennie, exercer o seu poder de forma integral. As pessoas inteligentes conseguem persuadir as influenciáveis a acreditarem que estão fazendo algo por vontade própria enquanto elas estão sendo manipuladas, e Big Jim é uma pessoa inteligente. Ele é egoísta, egocêntrico, covarde e corrupto, e está disposto a tudo para ficar no controle da situação, mesmo que o governo americano tenha ordenado que Dale Barbara, um veterano condecorado da guerra do Iraque, exerça o poder.

Por pouco, Dale Barbara, ou Barbie, seu apelido, não consegue sair da cidade. Ele estava na estrada, rumo à outra vida, quando a redoma apareceu. Barbie foi um dos primeiros a perceber o que estava acontecendo e auxiliou os moradores a manter a situação em controle. Mesmo gostando de trabalhar como cozinheiro com Rosie Twitchell, Barbie precisava sair da cidade para não enfrentar problemas maiores, mas isto não foi possível e agora ele pertence a uma aliança contra a corrupção, junto com alguns moradores importantes de Chester’s Mill.

É com este pretexto que Stephen escreve sobre os seres humanos, sabendo que o aprisionamento liberta o que há de verdadeiro nas pessoas. Eu registro o livro como sendo forte, pois abrange temas como violência, drogas, estupro, assassinato e necrofilia. Por causa da situação, foi necessário que a polícia recrutasse mais alguns policiais para manter o controle na cidade, porém estes eram pessoas jovens e sem preparo, que acabaram abusando do poder fornecido e desestabilizando a cidade. A violência exagerada por parte deles e a brutalidade nos mostra que realmente este não é um livro para crianças.

Sob a redoma, todo tipo de coisa seria possível.

Os protagonistas são quase todos os habitantes da cidade que, apesar de serem muitos, após algum tempo já estamos familiarizados. Narrado em terceira pessoa, cada capítulo, que é de aproximadamente duas páginas, é fornecido para contar a história de algum morador. São fazendeiros, policiais, cozinheiros, adolescentes, pastores, políticos, médicos, professores etc. Comecei a ler achando que não tinha mais salvação com o autor, já que o outro livro que tentei ler do mesmo, O Apanhador de Sonhos, acabei abandonando, porém Sob a redoma é uma leitura viciante, da qual após alguns capítulos, descobri que se tornou uma das que mais gostei até agora.

Nas primeiras 55 horas de existência da redoma, mais de duas dúzias de crianças tiveram convulsões, e através delas as mesmas revelam pistas do que aconteceu ou acontecerá por causa da redoma. Enquanto eles precisam descobrir como retirar a redoma, a fim de voltar para o mundo normal, ainda precisam combater a luta pelo poder e a crueldade humana. É uma luta contra o tempo, pois a cada dia que se passa, o clima fica mais insuportável e o cheiro da cidade também.

Sob a redoma é um thriller arrebatador e uma inquietante reflexão sobre nossa própria potencialidade para o bem e o para o mal”. Eu não poderia descrever de maneira melhor o que já está escrito no verso do livro. Sob a redoma é um livro complexo e um pouco grande, mas que, com certeza, vale a pena ser lido. As análises que podemos fazer através deste livro são inúmeras. Stephen King criou uma ótima obra, algo viciante e cheio de bom conteúdo.

A diagramação é boa e as letras possuem um tamanho razoável.

É um livro extenso, possui 960 páginas, e os primeiros capítulos podem ser tediosos, por descrever somente o aparecimento da redoma, o que cada cidadão estava fazendo enquanto ela surgiu e a importância de cada um para a cidade. Antes da história começar, há uma lista de todos os moradores importantes que estavam em Chester’s Mill no dia da redoma. Esta lista pode ser assustadora, eu ao menos pensei que não conseguiria me lembrar de todos, mas é incrível as coisas que nosso cérebro consegue gravar, e ao final da leitura, folheando o livro, percebi que me recordava de todos. O autor conseguiu formar personagens muito reais, que podem se tornar nossos prediletos de maneira fácil, ou que podemos odiá-los com mais facilidade ainda.

Não se assuste com o tamanho do livro, ou com a quantidade de personagens, pois, se você conseguir superar estes medos infundados, poderá apreciar uma ótima leitura. Sob a redoma é escrito de forma viciante, possui uma história inesquecível, recheada de ação, romance, perseguição, suspense, e quase tudo o que um livro pode possuir. Recomendadíssimo!


Comente nesta resenha e garanta mais um ponto para o top comentarista!


25 Comentários

  1. Francine Fernandes14/02/2013 08:50

    Nossa, 960 páginas? o.O Já vi muitas resenhas deste livro, e todas positivas, a capa é linda e a história parece ser realmente muito boa, pretendo ler! :D

    ResponderExcluir
  2. Pois é, Francine! É meio grandinho, mas se você encarar, vai encontrar uma história muito boa. A capa realmente é muito bonita =)

    ResponderExcluir
  3. kellenbaesso14/02/2013 09:30

    Um livrão, diga-se de passagem. hehehe
    Adorei a história e não fiquei tão intimidada com o número de páginas, afinal, o livro é tão bem comentado que vale a pena encarar o medo. :)
    Entra para a lista dos desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Inês Gabriela A.14/02/2013 09:34

    Oi Alana, tem um meme pra você: http://memorias-de-leitura.blogspot.com.br/2013/02/meme-5-livros-para-ler-em-2013.html

    ResponderExcluir
  5. Oi Inês, obrigada pela indicação! Vou fazer o meme aqui no blog, beijos.

    ResponderExcluir
  6. Bruna Maranhão14/02/2013 10:58

    Nossa o livro é muito grande mesmo, mas parece ser bem interessante. Confesso a você que tenho uma enorme resistência para ler livros "brutais". Eu acredito que eles são muito bons, porém eu sou um pouco fraca para esse tipo de literatura. Eu nunca li nada de Stephen King, quem sabe eu não dou uma chance agora para esse livro, ele parece ser menos assustador do que os outros.

    Muito boa sua resenha, beijos!

    Gravatar

    ResponderExcluir
  7. Segredos em Livros14/02/2013 10:58

    Oi Alana, adorei a resenha, e concordo com você em vários aspectos, só acho que a letra poderia ser um pouco maior, rsrs. No mais, estou adorando a leitura, se bem que acho que vou demorar um pouquinho pra terminar porque to lendo ele, mas sempre coloco um na frente e não termino a minha leitura hehehe. Mas realmente esta sendo uma ótima história. Acho essa capa muito linda. Bjs, Fê - Segredos em Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi Fê, eu também estava lendo desta maneira! Cheguei a terminar a leitura de 10 livros enquanto estava lendo Sob a redoma, mas depois de algumas páginas, acho que lá pela 300/400, a leitura fica tão boa que é impossível parar =)

    ResponderExcluir
  9. Pois é Bruna, este livro é ótimo para começar a ler Stephen, acho. Ele não é focado no terror, na verdade, não tem nada de aterrorizante além do ser humano, e possui uma história muito boa.

    ResponderExcluir
  10. Verdade, Kellen! Os comentários sobre o livro são tão bons que o medo precisa ficar de lado mesmo, hehe.

    ResponderExcluir
  11. Rizia Castro14/02/2013 12:44

    Alana!

    960 páginas! Adoro

    Nunca li nenhum livro dele =(

    Esse parece ser bom!

    Beijinhos

    Rizia - Livroterapias

    http://livroterapias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Eu quero mt ler algo do King!

    Um beijo.

    Garota do Livro

    ResponderExcluir
  13. Alana que resenha fantástica, amei e era o empurrão que eu precisava para ler algo do autor, além disso se a pessoa ler 50 páginas por dia termina ele em no máximo 20 dias, então vale a pena se dedicar a algo tão legal assim, que além de tudo nos faz refletir sobre vários assuntos polêmicos. Valeu demais pela dica, ele será o queridinho da minha lista de aniversario!!!

    ResponderExcluir
  14. Estou super curioso para ler esse livro, espero poder lê-lo ainda esse ano ^^

    Beijos.
    Guilherme.
    http://umcompulsivoleitor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Kelry Caroline14/02/2013 20:01

    Não conheçia o livro, mas depois que li a resenha me parece muito bom;

    ResponderExcluir
  16. Oi Aline, obrigada pelo seu comentário! Fico feliz em saber que ajudei =) Realmente o livro é muito bom e vale a pena, apesar do preço ser um pouco salgado.

    ResponderExcluir
  17. Paralelo Indie14/02/2013 21:04

    Nossa, parece ser um livro incrível, pelo fato do autor ter guardado uma ideia desde 1976 e só conseguir utilizá-la muito tempo depois. E essa sua resenha me passou uma sensação de que o livro é muito bom. Vou procurar lê-lo com certeza! hehe

    ResponderExcluir
  18. Marcelle Dantas15/02/2013 10:00

    Oi Alana!

    Nossa, que livro! Já vi muito ele por aí, mas não sabia exatamente do que se tratava, achei super interessante! nunca li King e acho que esse livro seria uma boa pedida, apesar do tamanho... rs A sua resenha está ótima, muito boa!

    Beijos,

    Marcelle
    bestherapy.vblogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Verdade! Ele quis aplicá-la da melhor maneira possível, por isso demorou tanto. Pesquisou muito sobre o que uma redoma faria em uma cidade no quesito climático e várias outras coisas. Foi muito bem planejado o livro.

    ResponderExcluir
  20. Eu tenho um certo medo do Stephen desde quando li O Iluminado. O trauma foi tão grande que eu nunca mais li nenhum dele e nem quis assistir ao filme (sim, sou medrosa).
    Muita gente falando bem desse agora, mas o tamanho assusta! Quase 1000 páginas!!! =O
    Beijinhos!
    Giulia - http://www.prazermechamolivro.com

    ResponderExcluir
  21. Sério, Giulia? Mas fica fria, porque se você quiser ler este livro, não vai se assustar em momento algum! Apesar de o foco do autor geralmente ser o terror, no caso de Sob a redoma, ele escreveu algo bem diferente. A única coisa assustadora neste livro é o potencial dos seres humanos para o mal.
    E é como eu já falei né? Se você conseguir encarar o número de páginas, vai ler uma ótima história. Assusta um pouco mesmo, mas vale a pena ok? Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Obrigada, Marcelle. Eu realmente gostei bastante do livro, e recomendo muito a leitura dele. Se conseguir, leia! É ótimo pra iniciar a leitura com o King, hehe.

    ResponderExcluir
  23. O único livro que li do Stephen King, foi Carrie, A Estranha, e gostei bastante. Mas ele deve ser um dos menores livros dele, é bem fininho. haha
    Acho que eu conseguiria encarar o número de páginas. Adorei a resenha, deve ser um ótimo thriller, daqueles que só King sabe criar...


    Beijos!

    ResponderExcluir
  24. Por isso ele vai para lista de aniversário entendes???!!! Presente!!!! Eba!!!

    ResponderExcluir
  25. Adorei esse livro, mas vc já leu o livro "reverso" escrito pelo autor Darlei...apesar de não ser tão conhecido, se destaca por marcar a história, pois coloca em cheque, as leis que governam o nosso universo, e ainda por cima desafia os principais dogmas religiosos, nossas principais crenças são postas em dilemas cruciais, enfim se trata de um livro arrebatador, esse é o link do livro. Abraços..
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem..

    ResponderExcluir