Editora Suma de Letras - Brasil
ZAFÓN, Carlos Ruiz. Marina. Suma de Letras. 189p.

Após já ter lido os outros livros de Zafón lançados no Brasil, decidi ler um livro curto, denominado Marina e que, inclusive, o autor o intitula como o seu preferido. É uma obra com muito conteúdo em poucas páginas, de uma escrita inexplicável e contagiante.

Na trama, acompanhamos a aventura de Óscar Drai, um garoto de quinze anos que vivia em um internato “com nome de santo”. Todos os dias, às cinco e vinte da tarde, era anunciado o término das aulas, e os internos tinham um tempo livre que poderia ser usado para refletir ou estudar.

Porém Óscar preferia sair do internato e caminhar pela bela Barcelona: uma cidade já conhecida pelos leitores de Zafón, que utiliza sempre o mesmo cenário, com um toque gótico e misterioso. Aquele era o momento preferido de Óscar, pois ao sair para explorar a cidade, o mesmo experimentava a liberdade.

Em uma de suas caminhadas, ele é surpreendido por um animal, e acaba seguindo seu rastro até uma casa, na qual estava tocando uma melodia familiar. Atraído pela música, o garoto entra na residência a procura do gramofone. Lá, acaba mexendo nas coisas, que estão um pouco empoeiradas, e aprecia um velho relógio de bolso, com os ponteiros parados e a tampa rachada.

De repente uma sombra se ergue e vira na direção de Óscar. Apavorado, o mesmo saí correndo em direção à porta para sair do local. Corria como um doido, e sem perceber, havia levado o relógio consigo. Arrependido por ter roubado, mesmo que seja sem querer, o garoto volta até o casarão para devolvê-lo ao seu dono.

Lá encontra Marina, que avisa que o relógio é de seu pai, Germán. Divertida com a situação, ela não tarda a zoar o garoto, chamando-o de ladrão de relógios, apesar de já saber que foi um engano. Tratado muito bem por Germán, Óscar acaba por formar uma amizade com aquela pequena família e volta para o local todos os dias, acabando por tornar-se parte da vida deles.

Ao perguntar o porquê de Óscar ter invadido a casa deles, Marina descobre que o mesmo gosta de mistérios e o convida para participar de um. Ambos vão até o cemitério de Sarriá, um local já esquecido e muito escondido. Lá, a dupla entra em contato com um mistério que irá acompanha-los até o final do livro. Algo repleto de segredos, assassinatos, originalidade e muito, mas muito suspense.

Zafón é um bom contador de histórias e Marina é uma prova disto. Mas confesso que ainda prefiro outras obras do mesmo, como A Sombra do Vento, porém Marina não fica muito atrás. Apesar de ser uma história curta, é algo complexo e bem estruturado. A aventura de Óscar e Marina resultou em uma das mais incríveis histórias que já li.

O autor nos fisga até o final do livro utilizando-se de um suspense, e um leve toque de terror. Pra quem nunca leu algo de Zafón, eu recomendo a leitura do livro. É uma leitura rápida, mas muito tocante e reflexiva. E quem já leu, acredito que não precisa de recomendações. Zafón constrói personagens cativantes em tramas misteriosas de onde surgem bons livros, sem exceções por enquanto.

Nota: ♥♥♥♥


9 Comentários

  1. Aninha Lima10/10/2012 22:26

    Parece ser um bom livro, e com uma história muito linda. Ainda não li, mas irei ler assim que tiver uma chance.
    http://www.leituramagnifica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Kezia Martins10/10/2012 22:26

    Oi Alana.
    Eu adoro Marina, se eu começar a falar, não vou parar mais rs
    O Zafón tem um dom para escrever. Ele consegue misturar romance e mistério divinamente.
    Eu estou doida para ler A Sombra do Vento e ver se vai me encantar tanto quanto Marina :)
    Beijinhos,
    fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Flavio Oliveira10/10/2012 22:26

    É um dos livros na minha fila para ser lido... rs. Em breve.. :D
    Beijos

    P.S.: Além de ajudar a escolher a capa do meu próximo livro, você pode concorrer a um exemplar também... :D

    ResponderExcluir
  4. Gabriela A.10/10/2012 22:26

    Oii
    Eu tenho muita vontade de ler esse livro, mas nunca dá certo. Fiquei encantada com a sua resenha, querendo saber mais dessa aventura. Preciso criar vergonha e dar um jeito de ler esse livro logo!!
    Beijos,
    Gaby
    http://pitadadecultura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. kellenbaesso10/10/2012 22:27

    Depois de ler Marina fiquei doida para ler os outros livros de Záfon. Se esse não é o melhor dele, como muita gente fala, imagino os outros. :)
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Jéssica Patrício10/10/2012 22:27

    Os livros do Zafón parecem ótimos,mesmo não tendo muita curiosidade de ler esse livro como os outros,esse também parece bom,pois tem algo que eu gosto muito,como suspense ^^


    Jéssica - Strawberry de livros e filmes

    ResponderExcluir
  7. Um Dia a Cada Livro10/10/2012 22:27

    Oii amore, confesso nunca ter tido vontade de ler esse livro, nem nada do Zafón por pensar ser um tipo de livro dramático, mas andei percebendo que isso é um preconceito meu :D

    Assim que possível vou ler algo para tirar essas minhas dúvidas.

    Parabéns pela resenha amore!

    Beijos da Táta

    http://umdiaacadalivro.blogspot.com.br/
    @umdiaacadalivro

    ResponderExcluir
  8. Vitória Santos24/10/2012 19:58

    Estou louca por esse livro, uau. Vale a pena ler. Essa resenha é maravilhosa.

    ResponderExcluir
  9. eu quero muito ler esse livro, sempre quando ouço falar dele sempre falam bem. Parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir